Categorias
Mais buscadas

Por que o meu Botox® DURA MAIS que o seu? Descubra AGORA!

Publicado em 01/01/2020

Existe muita ciência por traz desse mistério…

Quem nunca ouviu falar de aplicações de toxina botulínica (Botox®) que duraram pouquíssimo ou, o inverso, de pessoas que fazem o procedimento a cada 8, 10 meses e parecem que estão sempre com a pele lisinha? Será que isso tem a ver com a genética? Ou será que é culpa do profissional, que falhou na diluição ou na aplicação do produto? Tenho certeza que, se você ainda está lendo esse parágrafo, é porque já teve suas dúvidas quanto a isso. E hoje, estamos aqui para contar tudo o que você ainda não sabe, mas deveria saber, sobre o assunto.

 

Afinal, a culpa é de quem?

As causas que definem a curta ou a longa duração dos efeitos obtidos através da aplicação da toxina botulínica são muitos, ou seja, não existe um único culpado, mas sim, um conjunto de fatores. Faremos uma lista e, a seguir, vamos te explicar como cada um interfere nesse processo:

  1. Cuidados pré-aplicação
  2. Manipulação e diluição do Botox®
  3. Cuidados no momento da aplicação
  4.  Como proceder logo após
  5. Como hábitos e vícios interferem na durabilidade do produto

 

 

1. Cuidados pré-aplicação

É aqui que vamos te contar uma novidade. Parece mentira, mas não vamos esconder o jogo só para você ler o post até o final. Existe um produto, recentemente aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA), mas que já vem sendo estudado há quase uma década. Um dos estudos, publicado em 2012, comprovou que, em mais de 90% destes indivíduos foi observado um aumento de 30% na duração dos efeitos da toxina. Traduzindo em miúdos: se seu Botox® dura, 5 meses, com a utilização deste novo suplemento, ele pode durar até 6 meses e meio.  Outra verdade é que 84% dos indivíduos testados obtiveram um aumento significativo no efeito da toxina, o que significa melhores resultados com uma quantidade menor de toxina botulínica. Uma excelente notícia para o seu bolso e para quem é mais sensível às picadinhas no rosto.

Porém…

…Esse suplemento vitamínico, mais conhecido fora do Brasil com o nome comercial de Zytase®, funciona apenas em quem tem deficiências nutricionais relacionadas ao zinco – um mineral essencial para diversas funções do nosso organismo – ou à sua adequeda biodisponibilidade. O que ocorre é que cada molécula de toxina botulínica deve estar associada a uma molécula de zinco. Sem zinco, as toxinas botulínicas têm pouco ou nenhum efeito.

Já o inverso também se mostra verdadeiro: o suplemento não prolonga os efeitos do Botox® para quem tem níveis adequados de zinco em seu organismo.

Outro cuidado muito importante é realizar uma anamnese (entrevista de saúde) bem detalhada para definir se o paciente está apto ou não a se submeter às injeções de Botox®.

Clique aqui e confira quais as contraindicações para aplicação de toxina botulínica.

 

 

2. Manipulação e Diluição do Botox®

As toxinas botulínicas disponíveis no mundo apresentam-se como pó liofilizado, que necessitam ser diluídas (normalmente, em soro fisiológico estéril, na mesma temperatura da toxina), antes da sua utilização. No Brasil, com exceção de apenas uma marca comercial, todas as toxinas necessitam de transporte especial e conservação em baixas temperaturas, tanto antes quanto depois da sua diluição.

No ato da diluição, boas práticas de higiene e assepsia devem ser respeitadas, assim como a presença de vácuo no frasco precisa ser verificada. Quantidades adequadas de soro fisiológico devem ser observadas, a fim de realizar aplicações de UNIDADES (assim são chamadas as doses de toxina) ideais para obtermos os efeitos planejados e desejados.

A aspiração do conteúdo do frasco deve ser cuidadosa, retirando-se bolhas de ar da seringa antes da aplicação.

 

3. Cuidados no momento da aplicação

Sempre que julgar necessário, o profissional deverá aferir os sinais vitais do paciente, com o objetivo de avaliar se ele está em condições de receber e prosseguir com o tratamento naquele momento.

A higiene do rosto e das mãos do paciente deve ser realizada, com o intuito de evitar contaminações.

O profissional deve respeitar os protocolos de assepsia e higiente, o uso de EPI´s (equipamentos de proteção individual), ter vasto conhecimento de anatomia, da diluição, manipulação, dosagem e técnicas de aplicação.

Alguns profissionais utilizam anestésicos tópicos, outros não. Existem variações de técnica, com injeções mais profundas ou superficiais, quantidades de produto diferentes de acordo com a região, aplicação de gelo ou marcação do rosto com lápis previamente às picadinhas… Tudo isso é normal e pode ou não fazer parte da rotina do profissional que você escolheu.

Quanto mais bem preparado e equipado para enfrentar intercorrências o profissional estiver, melhor. Afinal, não é um “simples Botox®”. Estamos falando de um procedimento invasivo, que utiliza agulhas e da injeção de um produto estranho ao corpo humano! Sejamos cuidadosos, SEMPRE.

 

4. Como proceder logo após

Devemos lembrar que um líquido foi injetado na pele fina do seu rosto. É de se esperar que pequenos “calombos” e até hematomas se formem. A primeira reação de quem é vaidoso é querer cobrir esses locais com maquiagem.

POIS PARE JÁ!!!!

As maquiagens são altamente contaminadas e, em contato com a pele perfurada, podem infectar os locais onde a toxina foi injetada. Aguarde, no mínimo, 48 horas para se maquiar. Algumas pomadas podem fazer com que o hematoma suma mais rápido e seu profissional de confiança pode lhe ajudar na escolha do produto mais adequado para o seu caso.

Outra coisa que nunca se deve fazer é apertar os “calombinhos”, na esperança que abaixem. Isso pode fazer com que a toxina se espalhe para regiões vizinhas, comprometendo os resultados. Por este mesmo motivo, orientamos a suspensão das práticas esportivas por, pelo menos 24h. Massagens mais vigorosas, exfoliações e limpezas de pele faciais também devem respeitar um período de 24 à 48 horas para serem realizadas.

Já para dormir, deitar ou baixar a cabeça basta um intervalo 4 horas após a aplicação.

 

5. Como hábitos e vícios interferem na durabilidade do produto 

Se há uma grande verdade em relação à durabilidade do Botox® é que ela está diretamente ligada ao modo como o paciente vive. Se se alimenta bem e tem boa disponibilidade de zinco, vai durar mais. Se pratica atividades físicas intensas, se alimenta de maneira restritiva ou passou por cirurgia bariátrica, vai durar menos.

Outro fato é que não respeitar um intervalo mínimo de 4 à 6 meses entre uma aplicação e outra pode levar ao desenvolvimento de anticorpos neutralizantes, o que pode fazer com que o Botox® perca seu poder de forma permanente ou transitória. O Xeomin® é uma toxina que promete não causar a formação de tais anticorpos pela sua pureza e pela ausência de proteínas em sua fórmula.

Hidratação “de dentro para fora e de fora para dentro” também costumam interferir na durabilidade do tratamento. Peles mais nutridas e saudáveis respondem melhor, enquanto que, em peles desnutridas pelo consumo de bebidas alcóolicas, cigarro e drogas o efeito da toxina parece não ter boa eficácia.

Os hábitos de usar óculos de sol e protetor solar diariamente também tem se mostrado grandes aliados no prolongamento dos efeitos do Botox®.

 

Ou seja, você continua sendo o reflexo de suas ações, desfrutando da medicina moderna para rejuvenescer ou não. Quanto mais equilibrada for a sua rotina, melhores resultados irá obter.

Agora que já lhe contamos tudo o que pode fazer seu Botox® durar mais ou menos, é só escolher um profissional experiente, bem capacitado, que lhe transmita confiança e curtir os resultados de uma pele mais jovem e bonita.

 

Botox em Santos – Ane Bason Odontologia

A Clínica Ane Bason Odontologia, desde 1999, tem atendimento de alta qualidade, através de profissionais especializados nas mais diversas áreas da odontologia e harmonização facial. Possui os recursos tecnológicos mais avançados, aliados aos materiais e instrumentais de maior renome, nacionais e internacionais.

Se você ainda tem dúvidas, fale com a gente!

Temos horários flexíveis para melhor atender você. Ligue pelos telefones (13) 3466-2274 | (13) 3017-9292, mande uma mensagem pelo Whatsapp ou entre em contato através do site, clicando aqui. Estamos esperando para atender você!

 

 

 

 

 

 

Siga nosso Instagram