Categorias
Mais buscadas
Veja o que é e como funciona a cirurgia de implante dentário

Você conhece o implante dentário? Entenda como funciona esse procedimento

Publicado em 13/03/2019

Veja o que é e como funciona a cirurgia de implante dentário

Para pessoas que perderam um ou mais dentes, o implante dentário é a solução mais completa, tanto na perspectiva estética quanto no quesito de funcionalidade. No entanto, por ser um procedimento dividido em várias etapas, podem surgir algumas dúvidas de como ele funciona na prática. Nesse post, vamos tentar esclarecer algumas dúvidas, acompanhe:

1 – Para começar, veja o que é implante dentário

2 – Na prática, tem diferença entre implante dentário e prótese dentária?

3 – Pode acontecer rejeição após a cirurgia de implante dentário?

4 – Como funciona a cirurgia de implante dentário?

5 – Na espera do dente definitivo, o paciente vai ficar sem dente?

6 – Quais exames são feitos antes da cirurgia de implante dentário?

7 – Quanto custa? Implante dentário é mais caro que prótese dentária?

1- Para começar, veja o que é implante dentário

Implante dentário é uma estrutura de metal, que é colocada cirurgicamente na maxila (osso superior) e na mandíbula (osso inferior) através da gengiva. Essa estrutura funciona como substituto da raiz do dente perdido, que depois de implantada, pode-se colocar os dentes artificiais.

Como o implante dentário é integrado ao osso, é um método estável para os dentes artificiais, tornando-o mais funcional e seguro que outros métodos, pois os dentes não vão “escorregar” na boca durante a alimentação e a fala. E claro, também tem o ponto de vista estético, já que o implante dentário traz um resultado bastante natural.

Atualmente, todos os implantes dentários são feitos de titânio grau 4, isso os torna ossointegráveis, pois é um material biocompatível. Essas informações são importantes, já que garantem que em uma cirurgia de implante dentário não existe possibilidade de rejeição ao titânio. Mas a rejeição é assunto para o tópico 3.

Curiosidade: Há também o implante dentário feito de zircônia. Eles existem no mercado brasileiro há algum tempo, no entanto, o custo dele é mais alto e não são todas as empresas que fabricam. Por isso, não é tão comerciável e comum.

2 – Na prática, tem diferença entre implante dentário e prótese dentária?

É importante falar sobre o conforto que o implante dentário traz, já que é comum pessoas reclamarem de prótese móvel devido a pontos doloridos e falta de estabilidade, o que prejudica o bem-estar do paciente.

Uma característica negativa da prótese múltipla fixa é seu método de implantação, já que para preencher a falta de um dente, a prótese comum precisa estar ligada aos dentes de ambos os lados do espaço em questão. Isso faz com que seja necessário desgastar dois ou mais dentes naturais saudáveis para apoiar o dente que será substituído.

3 – Pode acontecer rejeição após a cirurgia de implante dentário?

Quando o implante dentário não se fixa ao osso e não se adapta ao organismo, não é rejeição ao material usado, como já foi dito anteriormente, não existe rejeição ao titânio grau 4. O que pode acontecer é o implante não “osseointegrar”, e isso pode ocorrer:

• No ato da cirurgia, se utilizado material contaminado, inclusive se algum bicho pousar sem ser visto;
• Devido à falta de colaboração do paciente, que não tomou os medicamentos no pré e pós cirúrgico;
• Quando algum ponto abre por causa da má conduta do paciente;
• Porque o osso do paciente é muito pobre, sendo muito poroso ou esponjoso, e por isso não conseguiu segurar o implante;
• Com pacientes que têm problemas de vascularização, como fumantes, pois isso interrompe a nutrição do osso que “abraçou” o implante, deixando-o menos saudável e incapaz de se integrar ao material.

Outro ponto importante é o tempo de adaptação, ou seja, o tempo que leva para ossointegrar. Isso varia de 45 dias, nos casos de implantes mais atuais, até seis meses, em caso de ossos com menor densidade óssea.

4 – Como funciona a cirurgia de implante dentário?

Há duas maneiras de realizar a cirurgia de implante dentário. Com a maneira tradicional, existem ainda duas possibilidades.

Cirurgia tradicional de implante dentário

Independentemente das possibilidades, nesse caso, o paciente realiza uma tomografia computadorizada, e existe um “ensaio” da cirurgia no computador antes de realizá-la na boca do paciente, podendo antever possíveis problemas e assim, ter soluções antecipadamente.

 

Agora, vamos às possibilidades:

• Nesta, é usada uma anestesia normal no paciente, a que é utilizada na odontologia de forma geral, como por exemplo, na endodontia.  Então, a gengiva é aberta com um bisturi, o implante dentário é colocado, e depois a gengiva é suturada. Feito isso, é necessário aguardar de três a seis meses, na região superior, e de dois a quatro meses, na região inferior, para que os dentes definitivos possam ser colocados. Com exceção em casos de implantes mais modernos e ossos mais compactos, de melhor qualidade.

• Esse período de espera entre uma etapa e outra pode não ser tão longo , se usada carga imediata ou cicatrizador. Assim, quando os implantes são feitos há um prazo entre 48 e 72 horas para que os dentes sejam colocados, podendo ser os provisórios ou mesmo os definitivos, em alguns casos.

Cirurgia guiada de implante dentário
Nessa segunda maneira de realizar a cirurgia de implante dentário, todo o planejamento é feito pelo computador. Esse projeto é materializado através de uma impressora 3D, que gera um guia cirúrgico. Isso indica precisamente a posição em que os implantes serão colocados, sem precisar fazer cortes. Dessa maneira, os implantes são inseridos através de um pequeno furo na gengiva. Outra característica desse método, é que os dentes são feitos antes da cirurgia e colocados na mesma hora.

5 – Na espera do dente definitivo, o paciente vai ficar sem dente?

Você acabou ficando com essa dúvida ao saber que esse procedimento pode ser feito em várias etapas? Então saiba que não, o paciente não vai sair do consultório com dentes faltando. Quando falamos que os dentes definitivos serão colocados depois, é porque até que ocorra integração do implante com o osso, serão usados dentes provisórios, que servem inclusive para o paciente ter uma noção de como ficará o resultado final.

6 – Quais exames são feitos antes da cirurgia de implante dentário?

Para realizar o procedimento de implante dentário, você precisa estar com a saúde bucal em dia, principalmente a saúde da sua gengiva. Veja nosso post em que falamos sobre gengivite. Também é necessária uma avaliação para verificar se seus ossos são adequados para sustentar o implante dentário.

E além da tomografia, há os exames de sangue e urina. Esses servem para verificar se o paciente está dentro da normalidade. Caso não esteja, o implante dentário não será descartado para esse paciente, o dentista vai avaliar qual é a relação de risco que ele tem com a cirurgia. Dependendo de cada caso, pode ser preciso entrar em contato com o médico responsável e assim fazer as correções necessárias.

Nesses exames laboratoriais é avaliada a saúde geral do paciente, como por exemplo: taxa de glicemia, problemas no fígado ou rim, doenças infectocontagiosas como hepatite e HIV. Qualquer problema encontrado será tratado antes do procedimento, pois o paciente precisa estar com toda a saúde em dia, não só a bucal, já que se trata de uma cirurgia, assim como as que são realizadas em hospital.

7 – Quanto custa? Implante dentário é mais caro que prótese dentária?

Aparentemente, se tornou comum a ideia de que implante dentário é mais caro que prótese dentária, mas essa é uma informação errada. O implante dentário já se igualou com a prótese dentária em questão de valor. Pode, inclusive, sair mais barato em alguns casos. Por exemplo, um implante dentário — que engloba o parafuso, a coroa, o provisório — pode sim ser mais barato do que uma prótese dentária fixa de três dentes. No caso de prótese, na grande maioria das vezes é necessário fazer um canal devido ao dente ser muito deteriorado, e ele vai servir para colocar um pino e segurar a ponte fixa.

Considerando isso, o implante dentário acaba sendo bem menos agressivo, pois não é necessário destruir os dentes vizinhos, nem fazer tratamento de canal, preservando os dentes naturais do paciente. E isso é um fator é ainda mais relevante do que a diferença de preço entre os tratamentos.

Nunca é demais lembrar de alguns cuidados

Como sempre estamos reforçando aqui, não deixe de visitar seu dentista regularmente para verificar a saúde dos seus dentes e da sua boca. No caso da cirurgia de implante dentário, o acompanhamento se torna ainda mais necessário para garantir que tudo ocorreu com sucesso.

Você ficou com alguma dúvida sobre o procedimento? Não hesite em falar com a gente, temos horários flexíveis para melhor atender você. Ligue pelos telefones (13) 3466-2274 | (13) 3017-9292, mande uma mensagem pelo Whatsapp . Você também poderá pré agendar sua consulta preenchendo o formulário de contato. Estamos esperando para atender você!


Ane Bason Odontologia é uma clínica odontológica localizada em Santos, com mais de 20 anos de história. Possui equipe altamente especializada em: implante dentário, prótese dentária, ortodontia, endodontia, periodontia, odontopediatria, odontologia estética, clareamento dental e muito mais.

Siga nosso Instagram